La Putaria

Roger Dias | Estado de Minas - 30 de Janeiro de 2022 - Imagens: Marcos Vieira | EM | D.A Press

Negócio surgiu em Portugal há seis meses e rapidamente teve sucesso. Com um cardápio variado de crepes, com direito a formatos picantes e um nome mais que bem-humorado. Belo Horizonte é a segunda cidade do mundo a ter uma unidade da padaria 'La Putaria', de origem portuguesa, cujas especialidades são crepes em formatos de órgãos sexuais.

A inauguração da loja brasileira ocorreu na última sexta-feira (28/1), na Savassi, bairro boêmio na região centro-sul da capital mineira, com direito à apresentação de DJ da "Festa Absurda", ligado ao movimento LGBT.

E quem esteve presente no primeiro dia de abertura do novo empreendimento certamente ficou com aqueles olhares tímidos, com ares de certa vergonha. Afinal, os produtos encontrados lembram, em sua maioria, orgãos sexuais masculinos e femininos.

A primeira unidade da padaria foi inaugurada há seis meses no Bairro Alto, em Lisboa, capital de Portugal. Belo Horizonte foi escolhida para abrigar a segunda loja por ser a terra natal da fundadora e empresária, Juliana Lopes, de 26 anos. Ela e o namorado austríaco, Robert Kramer, de 34, moram na Europa.

"Moro fora há quatro anos, mas morro de saudades das coisas do Brasil. Sempre quis fazer algo no meu país. Eu trabalho e tenho minha vida fora, mas tinha esse interesse pelo Brasil. Já o Robert tem um espírito muito brasileiro, apesar de ser austríaco. Ele sempre falava do Brasil e queria conhecer aqui. Quando vimos a interação dos brasileiros com a marca lá fora, percebemos que valia muito apostar aqui", conta Juliana.

Ela argumenta que a iniciativa teve uma aceitação muito boa no Brasil: "Há alguns dias, nós colocamos os produtos em nossa fachada e o pessoal já passava e tinha uma curiosidade muito aguçada, perguntando o que era. Mas o movimento nos surpreendeu. Quando abrimos a loja, já havia pessoas esperando do lado de fora. A gente não parou, pois o espaço ficou cheio o tempo todo. O clima foi bem gostoso e o pessoal interagiu bastante".

Segundo a empresária, a discussão de temas de forma bem-humorada se encaixou perfeitamente com o estilo do brasileiro. Ela entende que o negócio pode se conectar perfeitamente com o modo de pensar da faixa mais jovem. "O brasileiro tem uma mente muito aberta e o país é muito diverso e grande. Temos um senso de humor muito bacana. Isso ajudou muito. Uma coisa se uniu à outra", afirmou.

"Temos muitos jovens que querem discutir os assuntos e falar. Temos de motivar essa liberdade de expressão para brincar. A marca tem como maior intuito ser leve e divertida. É uma grande piada. Gostamos mesmo é da brincadeira, sem levar muito a sério", acrescenta.

SUCESSO NO VELHO CONTINENTE

Em Portugal, a pequena loja de 50 metros quadrados abre de domingo a domingo, e vende uma média de 300 crepes todos os dias. Eles são recheados e cobertos por chocolate e/ou doce de leite e os preços variam entre 4, 5 e 6,5 euros, dependendo da quantidade de recheios e coberturas.

Mesmo em pouco tempo, o perfil no Instagram já faz sucesso, com quase 30 mil seguidores. No TikTok, a hashtag #Laputaria tem mais de 10,9 milhões de visualizações.

A ideia da loja veio de amigos que foram a Bangkok, na Tailândia, e capitais de países da Europa e mandaram informações de negócios parecidos.

 

» Participe do grupo do Jornal eCuesta no WhatsApp » chat.whatsapp.com/JyUrDbCIyzy6aIUDnyAmAF/
» Curta a página do Jornal eCuesta no Facebook » www.facebook.com/jornal.ecuesta/
» Siga o Jornal eCuesta no Twitter » https://twitter.com/Jornal_eCuesta
» Acompanhe o Jornal eCuesta no Telegram » https://t.me/jornalecuesta
» Siga o Jornal eCuesta no Instagram » https://www.instagram.com/jornalecuesta/