Reconhecimento facial de Pets

A internet das coisas consiste, basicamente, em ter todos os itens de nossa casa conectados. Muita gente ainda não vê muita utilidade nisso. A Microsoft mostrou uma aplicação bem interessante usando reconhecimento facial para liberar apenas seu pet a entrar em casa.

Em seu canal no YouTube, a empresa mostrou como uma porta para animais de estimação com sistema Windows 10 IoT Core pode barrar a entrada de cachorros ou gatos intrusos em casa.

O Windows 10 IoT é uma tela do Windows 10 criada para operar dispositivos da Internet das coisas e sua aplicação é bem vasta. Ele pode ser usado em robôs, casas inteligente, eletrodomésticos, eletroportáteis, máquinas autônomas, entre várias outras aplicações. O projeto utiliza uma placa Minnowboard max e uma série de sensores e motores. Tudo isso para permitir que apenas animais selecionados tenham acesso ao local.

Funciona assim: quando o Pet se aproxima da portinhola, os sensores de movimento acionam a webcam, esta por sua vez faz a leitura da face do animal e o Windows valida os dados usando um classificador OpenCV. Se os dados estiverem corretos, então, é, de fato, o Pet cadastrado que está na frente da portinhola, então, o comando central libera as fechaduras e o seu bichinho de estimação tem livre passagem. Tudo isso acontecem frações de segundo.

O Cat Door with Pet Recognition é um sistema relativamente simples e barato de ser comprado e instalado. Para configurar o sistema, incluindo a parte de hardware (placas e sensores) e a programação, a Microsoft diz que leva em média umas 10 horas. Só resta agora uma grande empresa se interessar pelo projeto, produzir em larga escala para dar um bom retorno para seu criador, afinal, quem quer que um animal estranho passe por essa portinhola?

Fonte: Matt Brown | Windows Central (em inglês)
Imagem: Reprodução | Microsoft