Heterocromia em animais

Fonte: Canal do Pet
Em: Sexta-feira, 17 de agosto de 2018
Imagem: Reprodução | Internet

Cão da raça Husky Siberiano, cinza e branco, com um dos olhos de cor castanha e o outro de cor azul claro Ter olhos com duas cores diferentes, uma característica única para celebridades como David Bowie e Kate Bosworth, pode ser algo bem mais comum quando estamos tratando de animais de estimação, principalmente cães e gatos.

Essa condição, conhecida como heterocromia ocular, tem inspirado alguns mitos e lendas. Um mito chega a dizer que cachorros com essa característica especial possuem o poder de ver o céu com um olho e a terra com o outro.

Então qual é a verdadeira razão para que cães e gatos tenham olhos de cores diferentes? A causa disso pode não ser assim tão mística quanto parece a primeira vista.

O QUE É A HETEROCROMIA EXATAMENTE?

A heterocromia é uma variação genética, e tem ligação com o funcionamento da pigmentação da íris, fator que determina a cor dos olhos. Basicamente, Muita melanina resulta em um olho de cor marrom e pouca melanina gera a cor azul.

A heterocromia pode ainda acontecer de três formas diferentes: a heterocromia completa é quando cada olha possui uma cor diferente, a heterocromia central é quando os olhos apresentam várias cores e a heterocromia setorial é quando uma cor diferente da que predomina aparece como uma mancha na íris do olho. As três condições são análogas e não devem apresentar nenhum outro tipo de complicação na vida da pessoa ou do animal que possuir dois olhos de cores diferentes.

A GENÉTICA NO COMANDO

Você pode culpar a boa e velha genética por essa variação na pigmentação dos olhos, segundo a veterinária oftalmologista Laura Proietto.

"Assim como muitos outros detalhes de nossos corpos que nos tornam quem nós somos, o DNA é o culpado. A cor dos olhos é determinada por genes múltiplos que programam quanto pigmento está presente em nossa íris." disse Proietto. "Um olho azul possui menos pigmento do que um olho castanho e essa diferença ocorre durante o desenvolvimento no útero."

Essa diferenciação na melanina, o pigmento que dá a nossa pele, cabelo e olhos sua cor distinta, é evidente logo que um filhote de gato ou cachorro olha o mundo pela primeira vez.

A CARACTERÍSTICA É MAIS COMUM EM CERTAS RAÇAS

Quanto maior for a variação de cores da pelagem, haverá mais probabilidade do cachorro ter olhos azuis ou olhos com cores diferentes, nota Proietto. A diferença de cores entre os diferentes olhos e a diferença de cores em um mesmo olho são mais comuns em raças que carregam o gene merle, que produz pelagens com uma boa variação de pigmentação.

Enquanto a característica é rara em raças como Labrador e Poodle, explica Proietto, possuir olhos de diferentes cores é bastante comum entre Australian Cattle Dogs e cães pastores, Boxers, Collies, Danes, Daschunds, Dálmatas, Old English Sheepdogs, Huskies Siberianos e Weimaraners, então vale apostar em um cachorro de alguma dessas raças se você quiser ganhar um melhor amigo peludo e com olhos de cores diferentes.

Em gatos a raça pode influenciar a incidência dessa característica da mesma forma que acontece com os cachorros, e a heterocromia pode ser encontrada em raças como os Siameses, Persas, Abssínios e Birmaneses. A anomalia genética pode ser achada com frequência em gatos brancos, onde o gene branco cria uma perda de pigmentação, deixando um olho azul e o outro verde, amarelo ou castanho. Um felino com essa coloração é comumente chamado de um "gato com olhos estranhos", por conta dessa diferente coloração comumente encontrada em seus olhos.

A CONDIÇÃO PODE DEIXAR OS ANIMAIS MAIS SENSÍVEIS A LUZ

Não existem riscos de saúde específicos associados a heterocromia, mas pode ser melhor que você mantenha o seu pet com essa condição longe de luzes muito fortes, principalmente se essa luz vier diretamente do sol. "Heterocromia pode deixar os cães e os gatos mais sensíveis a luz do sol principalmente." disse a veterinária oftalmologista Proietto. "Sem a proteção do pigmento para ajudar a bloquear a luz clara, até a pupila está em risco, pois dessa maneira mais luz alcança a retina no fundo do olho, o que pode ser doloroso como quando nós vemos um flash ou olhamos para o sol acidentalmente."

De resto eles são tão saudáveis quanto qualquer outro animal de estimação.

Quando ocorre de forma natural, um cachorro ou um gato que nasce com essa cor de olhos única é normalmente super saudável - de qualquer forma, eles nunca devem ser cruzados dessa forma de propósito, pois os animais podem nascer surdos ou cegos. A condição não deveria afetar a visão de um cachorro ou de um gato a não ser que ele possua outras anomalias genéticas na estrutura de seus olhos ás vezes associada com heterocromia, como a coloboma, explica Proietto, que em raros casos causa cegueira.

É claro que, para donos de animais de estimação preocupados, é melhor prevenir do que remediar. "Se o seu animal de estimação possui uma pelagem mesclada é importante que os seus olhos sejam checados e avaliados para o caso deles possuírem outras anomalias de desenvolvimento que não são vistas com tanta facilidade quanto a cor de seus olhos." recomenda Proietto. "Essa é normalmente a única manifestação de variação de cor, mas pode indicar que uma exame mais minucioso seria de seu melhor interesse."

A única outra vez que os donos de animais de estimação deveriam estar realmente preocupados sobre a cor dos olhos? "Se a cor dos olhos do seu animal de estimação mudar. Isso nunca é considerado normal e é uma indicação que alguma coisa está errada."

 

Curta a página do Jornal eCuesta no Facebook e fique por dentro das principais notícias e novidades: www.facebook.com/jornal.ecuesta/