Abril Laranja

Fita na cor laranja com impressões, na cor preta sobre uma das pontas da fita, de um par de patas de uma ave, de um pato, de uma rã, de uma cabra e de um cão. A fita está sobreposta sobre o logotipo do Jornal eCuesta em marca d'água na cor laranja. Acima do logotipo lê-se a frase 'MÊS DA PREVENÇÃO CONTRA A CRUELDADE ANIMAL'. Tudo sobre um fundo cinza.

Fonte: Observatório Eco
Em: Sábado, 06 de Abril de 2019
Imagem: eCuesta Publicidade

A Campanha Abril Laranja é de iniciativa da American Society for the Prevention of Cruelty to Animals - ASPCA e é realizada por diversos órgãos públicos e iniciativas privadas. A mesma tem por objetivo prevenir a crueldade contra animais.

Os animais de estimação estão ganhando ainda mais espaço dentro da vida dos brasileiros, e não é por menos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação - ABINPET, mais de 106 milhões de lares brasileiros possuem pelo menos um animal de estimação, deixando o Brasil em quarto lugar no ranking de países com maior população de pets.

Embora esse número seja expressivo, os animais estão sendo cada vez mais vítimas de maus tratos. Só na cidade de São Paulo, em dois anos a Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (DEPA), registrou mais de 16 mil denúncias de agressões e violência contra animais domésticos, sendo de janeiro ao início de novembro de 2018, 8.162 casos, em média 25 por dia. "Recebemos a todo momento em nosso hospital veterinário casos de maus tratos em animais domésticos e silvestres. Muitas vezes eles chegam debilitados, anoréxicos, com ferimentos ou alguma parte dos ossos quebrados, tudo porquê apanhou de seus donos", explica Bruno, veterinário do Hospital Veterinário VetMétodo.

Segundo ele, existem várias ações que são classificadas como maus tratos. "Maltratar um animal não é apenas em circunstâncias violentas, muitas vezes recebemos animais infestados de carrapatos que, sem o devido cuidado, podem vir a óbito. Ou então, animais que são deixados com frequência sem água, sem alimento e ficam magros demais. Tudo que faz mal ao animal, que causa dor, inclusive psicologicamente, é considerado maus tratos", situa o veterinário e completa dizendo sobre as primeiras providências tomadas. "Os primeiros procedimentos que são feitos em animais que sofreram algum tipo de abuso, assim que eles dão entrada aqui no hospital, é a realização de um exame clínico e complementar, para avaliar o nível de gravidade do animal", diz Bruno.

CUIDADOS

Ao comprar ou adotar um animal, o tutor precisa estar alerta com os cuidados que os mesmos necessitam, é como explica Ligia, diretora geral do hospital veterinário. "O que deve ser levado em consideração, seja cachorro, gato ou animais silvestres, é que eles vão passar um longo tempo dividindo suas vidas com seus donos. Eles necessitam de alimentação, higiene, atividade física, vacinação, vermifugação e principalmente amor", revela ela. O tutor deve manter um acompanhamento médico sobre o desenvolvimento de seu pet, realizando consultas e exames rotineiros. "Acredito que esta comemoração, serve como um alerta as pessoas, que maus tratos é crime previsto pela constituição. É muito importante que se tenha essa visibilidade, que as pessoas percebam que o animal sente como qualquer outro ser humano", cita Lígia.

Segundo o artigo 32, da Lei Federal nº. 9.605/98, qualquer ato de abuso, maus tratos, ferimentos ou mutilações, contra animais domésticos, silvestres ou exóticos, pode ser penalizado entre três meses a um ano de detenção e multa. "Infelizmente vivemos em um país onde muitas pessoas ainda olham para o animais como seres que não pensam e não tem sentimentos, e estes ficam presos em correntes a vida inteira, se alimentam quando alguém da família lembra de por água ou comida. Muitas vezes são espancadas porque fazem as necessidades em lugares errados ou então porque latem", comenta Ligia.

Então neste mês, aproveite para dar muito amor e carinho ao seu cachorro e à outros! "Existem crianças que aprendem com adultos a cometer crueldades com animais porque veem nisso uma brincadeira divertida. Então hoje, todo trabalho de nosso hospital veterinário é para o fim dos maus tratos e conscientização", finaliza Ligia.

 

Curta a página do Jornal eCuesta no Facebook e fique por dentro das principais notícias e novidades: www.facebook.com/jornal.ecuesta/