Zuckerberg ajuda crianças com câncer

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook vestindo terno e gravata, com microfone sem fio na mão e usando fone de ouvido, tendo ao fundo, em um painel, o logotipo do Facebook

Não é novidade para nós que grandes empresas nacionais e internacionais costumam apoiar causas sociais, seja através de doações, seja através da criação de fundações próprias, entre outras formas.

Nestes últimos dias temos visto inúmeras mensagens no Facebook de que o fundador da rede, Mark Zuckerberg, estaria realizando boas ações no mundo todo com base em compartilhamento destas mensagens.

Esperançosos com uma oportunidade, o Hospital Martagão Gesteira criou uma campanha no Facebook para fazer sua mensagem chegar até Mark.

"Resolvemos pedir ajuda diretamente a um doador super especial: você Mark Zuckerberg. Afinal, a gente sabe o quanto você ajuda a diversas instituições e projetos pelo mundo e quem sabe a gente não consegue estrar nessa lista também!", diz a mensagem que ganhou mais visualizações depois que a reportagem da TV Bahia, afiliada da Rede Globo, foi ao ar. Assista a reportagem no vídeo abaixo:

A estória de que Mark Zuckerberg ajuda instituições pelo mundo com base no número de compartilhamentos de postagens é antiga, e se você acreditou em mais essa estória, temos uma má notícia: é mais uma FAKE NEWS.

Promessas de doações de uma determinada quantia em dinheiro para cada compartilhamento, para crianças doentes, abandonadas ou coisas assim é o que se vê com frequência na rede social, mas, isso é totalmente equivocado e já foi desmentido milhares de vezes.

O fundador do Facebook de fato mantém, juntamente com sua esposa Priscilla Chan, uma fundação, a Cham Zuckerberg Iniciative, porém, essa fundação não ajuda entidades com base em compartilhamentos e sim, por meio de inscrições no site da fundação das pessoas que almejam um auxílio, ressaltando que, a fundação ajuda projetos mais voltados à área de pesquisas e na região de San Francisco (EUA). Com isso, o auxílio não está aberto ao mundo todo e muito menos para a área da saúde.

A possibilidade desse vídeo se tornar viral e chegar ao conhecimento de Mark Zuckerberg e que uma doação espontânea pode ocorrer, existe, mas, desde que o vídeo foi ao ar, em junho de 2017, nada aconteceu. É óbvio que não se pode culpar Mark Zuckerberg por isso. Já imaginaram quantos pedidos de doações ele deve receber?

Sem dúvida, a causa levantada pelo Hospital Martagão Gesteira é nobre e merece a doação, mas, é pouco provável que essa ajuda venha do Facebook ou de compartilhamentos.

Mas, se você se comoveu com a campanha do Hospital Martagão Gesteira, pode consultar os dados dos bancos e contas bancárias no site do hospital e fazer a sua doação, o que, sem dúvida, será muito mais útil do que apenas compartilhar o link ou o vídeo.

Fonte: Jornal eCuesta | Caderno Digital Boatos
Imagem: Reprodução | Internet